DF registra 1 milhão de crimes em quatro anos

Levantamento realizado pelo Sindicato dos Policiais Civis do Distrito Federal (Sinpol-DF) revela que a violência não para de crescer. Em quatro anos de governo Rollemberg, um em cada três moradores do DF foram vítimas de algum tipo de violência. Por isso, até o final deste ano, a estimativa é que o número de crimes vitimize 1 milhão de pessoas. Para reverter esse quadro, Rogério Rosso pretende, entre outras medidas, reabrir as delegacias com funcionamento 24 horas.

O Sinpol avalia que a forma com que a Secretaria da Segurança Pública divulga essas informações pode não refletir a sensação de insegurança vivida pelos moradores do DF. Isso porque agrupa, por exemplo, diferentes crimes em um mesmo grupo de delitos. Diante das inconsistências, a entidade decidiu realizar novo levantamento com a padronização das informações da própria secretaria, com base nas ocorrências registradas a partir de 2007.

Conforme apuração do Sinpol, o número de roubos a pedestres cresceu 61,14%. O roubo a coletivos aumentou 55,52% e os crimes contra o patrimônio – roubo e furto – registraram aumento de 41,14%.

Apenas no final de semana, entre os dias 31 de agosto e 2 de setembro, 700 crimes contra o patrimônio foram registrados. Os números podem ser ainda maiores. Um relatório do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), divulgado em dezembro, mostra que 14 delegacias fecham suas portas a partir das 19 horas e aos finais de semana. O que impede que muitas pessoas registrem ocorrências.

Para garantir melhores condições para o combate à violência pelas forças de segurança, Rosso está comprometido a lutar pela equiparação salarial da Polícia Civil com a Federal. Ele também vai reajustar os vencimentos da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros.

“Aprendi, com os meus 49 anos de Brasília, a respeitar o servidor público e levarei isso comigo para o Buriti. Reafirmo o meu compromisso com os policiais civis e a paridade. Aprendi com meus pais a não ter duas palavras. O Rodrigo Rollemberg está convidado para ir comigo ver a promessa que ele não cumpriu, ser cumprida”, afirmou o candidato.

Medo

Pesquisa encomendada pelo portal Metrópoles ao Instituto FSB confirma a sensação de insegurança em que vivem os moradores do DF. Dos 1.072 entrevistados, 73% declararam não se sentir seguros. O levantamento foi realizado entre os dias 7 e 9 de setembro e está registrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob os números DF-07940/2018 e BR-06613/2018.

Acompanhe o Rosso




Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar Menu